Entenda o fim do Nexus One


Este post foi elaborado graças aos comentários do blogueiro Eduardo Moreira, do TargetHD.

O Nexus One chegou ao fim dia 19 de julho, descontinuado pelo Google. Lançado dia 5 de janeiro, o smartphone era uma das maiores promessas na plataforma Android no mercado. Em 74 dias, o aparelho vendeu apenas 135 mil unidades. O Milestone da Motorola havia vendido 1 milhão. iPad e iPhone 4 venderam cerca de 1 milhão por mês, encerrando o trimestre com fatias consistentes do mercado e com poucos aparelhos.

Progressivamente, o Nexus One não vendeu mais do que seus primeiros dois meses. A estratégia de vendas do aparelho era inteiramente pela internet. Mesmo com esse modelo moderno de comercialização, ele não se destacou em relação aos demais aparelhos da HTC ou da Motorola. A empreitada da Google, realmente, não foi bem aceita.

Importante relembrar essa experiência, para entender o atual desempenho de aparelhos como o avançado EVO 4G e o Galaxy S. O Android subiu na liderança, mas não sem enfrentar perdas.

Fontes: Guanabara e Gizmodo Brasil

2 comentários:

Fukui disse...

O que matou o nexus foi que a própria HTC criou celulares muito melhores.

Pedro Zambarda disse...

Concordo. É toda a conjuntura da plataforma Android.