A importância do comentário


Estou lendo um livro muito interessante do jornalista Michael Banks. Chamado Blogging Heroes, de 2008, o material traz 30 entrevistas feitas com os maiores blogueiros norte-americanos. Nomes importantes como Chris Anderson da WIRED/The Long Tail, Peter Rojas do Engadget, Briam Lam do Gizmodo e Mary Jo Foley do All About Microsoft ocupam o livro com muitas curiosidades sobre tecnologia e outros assuntos que são abordados pelos blogs internacionalmente.

No entanto, um comentário específico de uma blogueira chamou minha atenção. A canadense Deborah Petersen, do Life in The Fast Lane, que trata sobre seus gostos e de sua empresa familiar, considerou a falta de comentários dos textos o maior problema entre blogueiros grandes e pequenos. Confira, abaixo, um trecho da entrevista com Deborah, que traduz o questionamento que pretendo levantar neste post:

Apenas uma pequena fração dos que visitam os blogs deixam comentários. É a reclamação de todo blogueiro. Eles se sentem como se estivessem falando com as paredes. Eles apreciam todos os comentários feitos num post, porque lhes dá certeza de que não estão falando sozinhos. E quem deixa comentários são quase sempre outros blogueiros.

Nenhum dos meus amigos e família blogam. Eu ouço o mesmo de outros blogueiros. Baseado nisso, eu acho que a maioria das pessoas que lê blogs são outros blogueiros. E aí que vêm os sites sociais, atraindo blogueiros para outros blogs.

Com essas considerações, nos perguntamos: Será que as pessoas preferem comentar pessoalmente com o autor ao invés de postar um comentário? O Twitter desempenha papel de "caixa de comentários" hoje? O que deveria ser feito da parte dos blogs para estimular a participação de seus leitores?

Jurandir Filho, do Cinema com Rapadura, disse que os comentários são o que mantém seu podcast e site estimulantes na abordagem da arte do cinema. Ele reforçou esse discurso nas palestras da Campus Party 2010, convidando as pessoas que normalmente apenas observam os sites para comentar, conversar com os autores de blogs e criar vínculos interessantes nessa comunicação.

O que você pode fazer a respeito dessa discussão? Comentários devem ser estimulados ou devem acontecer naturalmente? Não são dados interessantes? Como os blogs podem ser mais dinâmicos na criação de conteúdo? Deixo isso para os comentários.


Ah, e leiam o Blogging Heroes. Um excelente livro.

23 comentários:

Thiago disse...

Acho que estimular o seus leitores de um blog a comentarem o conteúdo do mesmo é sim uma estratégia valida. Não são apenas as noticias publicadas pelos blogueiros que agregam valor, a opinião dos visitantes quando bem formulada aumenta a importância do blog e dá margem para a discussão fora dele e dando mais vida útil para a sua noticia.

Luiz Sant'Ana disse...

Eu acho que os comentários deve ser postados naturalmente, já que acho que ele são relacionados ao assunto abordado como dúvida, contato promoção. Eu particulamente prefiro postar no twitter pois sei que pessoas do meu convivio irão ler a minha opinião.

Pissardo disse...

Eu acredito que existe sim uma coerção implícita quando você lê um post com 0 comentários.
Dessa forma, acredito que deve-se criar sim uma rede de "comentadores", pessoas que sempre comentam seus posts, para que outras pessoas se sintam estimuladas a comentar também.
Acho que esse incentivo se dá principalmente com duas coisas:
1. Reconhecimento - quando a pessoa se sente ouvida ou que seu comentário entrou em consideração em outros posts, ou no mesmo post.
2. Criação de uma cultura de comentário - através de promoção ou perguntas implicitas no post, você acaba criando uma cultura de pessoas que comentam.

Marta disse...

Acho os comentários vitais nos blogs, um complemento essencial pro post. É o que faz de um blog um blog realmente, e não um site institucional. A via dupla de informações é uma das coisas que faz do blog um meio de comunicação único.

Eu sempre comentei mas eu também sempre expressei minha opinião por aí. Acho que as pessoas se sentem distantes mesmo, como que acostumadas a não participar de uma notícia, um assunto.

Acho que o estímulo para comentar vem do próprio post: meus posts mais amenos e ponderados têm muito menos comentários do que os inflamados e extremistas. A polêmica é estimulante. Fora isso, leem, next, a vida segue.

Anônimo disse...

Ah, eu acho que é super caído ficar mendigando comentários.

Se seu blog é interessante pra alguém, vai ter comentário.
O negócio é que todo mundo, até minha sobrinha, tem um blog e já já até meu cachorro vai ter. Tem mais gente fazendo blog do que gente pra ler.

Carlos Melo disse...

Na minha opinião os comentários não tem relevância na decisão de continuar acessando um blog. Normalmente acesso blogs pelos seus conteúdos e não pelos comentários.

Jonas Gonçalves disse...

A discussão é bastante interessante, haja vista que vivencio isso desde o início do meu blog, há três anos. São realmente poucos que comentam. Já escrevi sobre isso em um artigo no Observatório da Imprensa, inclusive. A verdade é que muita gente ainda não se sente suficientemente a vontade para fazer comentários. Talvez por não achar necessário iniciar um debate, pois concorda com as ideias do blogueiro. Por isso, se segue aquela máxima "quem cala, consente". Ou não, pois mesmo aqueles que discordam podem se sentir inibidos para comentar. Talvez o Twitter realmente seja hoje o canal possível para comentários, mas ainda acho que, sem uma divulgação maciça, muitas vezes potencializada pelos grandes portais, é muito difícil para um blog ter um grande número de comentários.

Li Martins disse...

Acho que no fundo a maior parte das pessoas não deixam comentários por não saber o que falar.
Quantas vezes não passamos por blogs muito bons e não deixamos se quer um "Nossa! Muito bom!" ou porque achamos que isso não fará diferença ou porque já tem muitos.
Tem também aqueles que acham que um simples, bom ou ruim não é suficiente, que é preciso comentários eloquentes.

Um texto muito pertinente para blogueiros.

Priscila Jordão disse...

Existem blogs e blogs né, uns são mais lidos por blogueiros, outros tem um público mais diversificado. Acho que esses últimos têm que estimular os comentários sim, mas não mendigando ou pedindo pro pessoal comentar. O segredo é fazer o leitor se sentir próximo do blog, ou fazer ele sentir que o assunto do texto o afeta diretamente. Ou que a sua opinião é relevante. Tem vários caminhos...
Quanto ao Twitter, acho que não diminui o fluxo de comentários. Quem comenta um link no Twitter, provavelmente não comentaria no blog, ou pq quer comentar aquilo só pros seus followers ou pq não se sente à vontade pra falar no blog.

Fábio Hanashiro disse...

Acho que pensar que estamos falando com as "paredes" é bobagem. Penso que comentário é um dos tipos de métricas que podemos usar para ver o quanto nosso conteúdo está sendo relevante ou não.

No meu blog uso outros tipos, como números de visitantes, tempo de permanência e taxa de rejeição. Claro que não podemos apenas olhar esses dados, mas comentário é apenas um complemento.

Os comentários podem variar dependendo do que está sendo escrito, existem segmentos que comentários não são necessários, para outros são essenciais.

Prefiro muito mais saber que o visitante fica 5 minutos no meu blog lendo 2 páginas, do que vários comentários do tipo "Gostei", "Parabéns pelo post" e similares.

Comentários são importantes, desde que sejam também relevantes.

Aline Bicudo disse...

Confesso que sou do tipo de leitora que não comenta em blogs. Geralmente estou procurando alguma informação. Leio, vejo algo mais e pronto.

O que me faz parar e comentar é me gerar algum questionamento, ou apresentar alguma ferramenta que eu ainda tenha dúvidas sobre como usá-la. Assuntos pertinentes me fazer querer comentar, expor minha opinião.

Por outro lado, acredito que comentários sirvam como norte para que o blogueiro saiba como anda a audiência do blog, e que assuntos dispertam maior interesse.

Mas, por favor, não vamos mendigar comentários! Postar inúmeras vezes seguidas no Twitter que tem "post novo", acaba repelindo os leitores.

=)

Pedro Zambarda disse...

"Mendigar" é uma palavra feia pra diabo, mas tem horas que eu realmente faço uma recomendação durante uma conversa informal, sem usar social media pra isso.

Eu nunca encontrei uma fórmula. E sempre encarei altos e baixos nos comentários. Tem hora que explode. Tem hora que a repercussão é morna.

Sandro Pimenta disse...

Acredito que o que dá mais crédito em um blog é o conteúdo gerado, e não os comentários em si.
Discordo da informação de que as pessoas que comentam são blogueiros, pois conheço muita gente que nem sequer tem um blog, aliás, nunca terão, mas participam dando seus comentários.
Acredito também no fator psicológico que traz a tona o assunto, explico: Realmente é estranho ver um artigo ou nota publicado em um blog (ou site) e não haver nenhum comentário. Há pessoas que se balisam por isso e podem até não dar crédito ao que foi publicado. Por outro lado, um post com zilhões de comentários dá certa uma "credibilidade".
Vejo isso como imediatismo em nossa cultura atual.
Resumindo: Não tomo como necessário os comentários, mas os vejo importante para a maioria das pessoas, inclusive para os blogueiros que esperam de braços abertos os comentários.

Sandro Pimenta disse...

Errata: Escrevi a palavra balisam, com S. O correto é com Z!
Foi mal...

Guilan disse...

Eu que escrevo poemas acho que falo com as paredes...

Mas para o leitor comum de blog, que não posta, e somente acessa, os comentários são de pouca ou nula relevância.

Acho que somente aqueles com o poder de contestar um ponto de vista, ou de criticar a forma da escrita, ou uma possível ruptura no texto... Que se sentem no dever de auxiliar o blogueiro, ou de apenas contribuir com uma idéia interessante...

Os Fórums já são um espaço para discussões mais elaboradas. Nos blogs, este espaço existe, mas é pouco usado.

Já eu, como poeta e escritor... carente que sou

gosto de saber que sou ouvido.

Viviane H. Laubé disse...

Em meu blog, tive um período que precisava de comentários para continuar postando. Hoje, me preocupo em alimentá-lo com assuntos que façam outros rirem, se divertirem e, quem sabe, pensarem sobre o tópico em questão. Acho que o ato de comentar é bacana, mostra que alguém leu, de fato, e não ficou se falando com as paredes, como é dito no texto. Mas, ao mesmo tempo, penso que obrigar alguém a comentar toda vez que adentra um blog é algo exagerado e que tira o espaço e livre-arbítrio da pessoa.

Will disse...

Um dos tesouros do ser humano é o reconhecimento. Para um blogueiro comum, os comentários são tal tesouro.

No entanto, não é verdade que um texto sem comentários é necessariamente ruim. Muitas vezes, o blog apenas carece de divulgação - não me parece válido colocar o endereço no 'nick' de um IM e postar no Twitter o endereço acreditando que isso motivará os leitores a visitarem o blog.

Com uma certa divulgação bem feita - que foge ao escopo deste comentário - os leitores ativos também aparecerão e, por conseguinte, seus comentários. O que não me parece válido é suplicar por comentários.

Como o excesso de votos traz os maus políticos, o excesso de comentários traz informação inútil. =P

Cleiton disse...

Eu sou blogueiro e não costumo comentar em blogs e isso me faz entender um pouco do motivo pelo qual o público não comenta.

Boa parte da galera recebe posts por feed ou newsletter, o que dificulta um pouco, e nem sempre há uma coisa interessante a ser falada nos comentários.

Eu creio que comentário precisa ser espontâneo e pode até ser "motivado" pelo criador do post. Mas será que vale a pena receber qualquer tipo de comentário?

Pedro Zambarda disse...

Comentários acabam sendo métrica arbitrária, no final das contas.

Existem blogs bons, pequenos e que não são comentados, mas que leitores passam horas lendo.

Ψ PierrotΨ disse...

É um ponto interessante pensar na necessidade de quem posta em ter um feedback do seu trabalho. Em alguns blogs maiores vemos um grupo constante de pessoas nos comentários, criando verdadeiras comunidades em alguns blogs, enquanto outros blogs apenas despejam uma torrente de posts quase nunca comentados, eu pessoalmente nunca comentei muitos posts, mas talvez passe a prestar mais atenção nisso, afinal, abandonei meu fotolog justamente por ninguém ver rsrs

GuZ disse...

Quando você cria um post muito bom, é comum os leitores comentarem seus posts naturalmente,sem estímulos.

Quando você cria um post Muito ruim, os leitores continuam comentando, só que dessa vez comentários podres.

Textos medíocres não geram comentários nenhum. Esse é o pobrema

Dê uma lida ness post do GuzAts, ou seja: EU:

http://oxenti.com/www/2010/05/11/a-importancia-da-audiencia/

Kamicasa disse...

Acho que "pedir comentários" não é tão eficaz. No final das contas se eu estou lendo algo que não me comove, revolta, cria/sana alguma dúvida, dificilmente vou comentar.

O comentário deve surgir naturalmente sim. Mas pode ser incentivado através do estilo do texto. Um simples "E vocês leitores? O que acham disso?" pode fazer com que o seu visitante pare e reflita sobre o que você acabou de escrever, cria uma opinião própria e comente o assunto.

Muitas vezes se o texto é agressivo ou emocionante ele estimula comentários naturalmente... O problema é se todo post seu se tornar apelativo.

Outro fator muito importante é como você lida com os poucos (ou muitos) comentários que tem. Se você não responder, vai acabar desmotivando o pessoal a comentar.

Não sei se existe uma fórmula mágica, mas no NowLoading sempre tivemos muitos comentários e a maioria bem inteligente. Acho que fazer um texto pensando sempre em compartilhar algo, em vez de impor sua opinião, criando espaço para o diálogo com os leitores e - principalmente - dando atenção aos comentários que já conseguiu são medidas para elevar aquele pequeno número no canto do seu post.

Hugo Rosso disse...

Acredito que os comentários tenham importância como feedback e métrica para blogueiros, mas também é necessário avaliar outros pontos, assim como nem todos querem gerar conteúdo (Já pensou que inferno seria se todos fossem jornalistas?), nem todos querem expressar suas opiniões à cerca de um post. A maior contribuição de um usuário para um blog, não é um comentário, mas sim, seu retorno ao site.